Guia da importação

Máquinas Industriais

imag1_lp_ABM_maquinas-1

Confira neste material:

Estatísticas dos 5 principais NCMs importados pelo setor

504.40.90 - Outros conversores elétricos estáticos
8542.31.10 - Processadores e controladores, mesmo combinados com memórias, conversores, circuitos lógicos, amplificadores, circuitos temporizadores e de sincronização, ou outros circuitos, não montados
8541.40.32 - Células solares em módulos ou painéis
8542.31.90 - Outros circuitos integrados
9031.80.99 - Outros instrumentos, aparelhos e máquinas de medida/controle

Como importar máquinas industriais no Brasil

Por que é fundamental importar máquinas industriais?

Quais são os impostos e tributos aplicados

Como escolher o melhor fornecedor

Dicas para uma importação estratégica

 

Baixe agora o estudo gratuito

O comércio atacadista de máquinas e equipamentos para uso industrial está entre os com maiores valores transacionados.

Empresas com esse CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) importaram mais de US$ 300 milhões entre janeiro e novembro de 2021, representando um aumento de 24% em relação ao mesmo período do ano anterior.

imag2_lp_ABM_maquinas

Isso comprova a importância do setor, que vem alavancando a indústria nacional, independente do nicho em que se encontra.

Mesmo assim, o parque fabril nacional precisa urgentemente de uma modernização, já que, conforme dados da Abimaq (Associação Brasileira de Máquinas Industriais), a idade média das máquinas brasileiras é 10 anos mais velha que a dos Estados Unidos e 12 anos mais velha do que a da Alemanha!


Foi pensando nessa urgência de melhorias que a Logcomex preparou este Guia da Importação de Máquinas Industriais, com dados atualizados sobre o segmento. Baixe agora mesmo o estudo!

logotipo_branco_log